O Lado Bom de Ter Escolhido a Faculdade Errada

Por Isadora Xavier - janeiro 25, 2018

Imagem: a autora

Dos meus 12 aos 16 anos, eu fui uma adolescente que amava escrever histórias e textos, e por isso na minha cabeça sempre achei que tinha nascido para fazer jornalismo. Embora eu não fosse muito comunicativa, nunca levava esse detalhe em consideração, só conseguia pensar que um dia eu ia trabalhar escrevendo matérias naquela redação maravilhosa da Capricho. Então, lá no final de 2013, conclui meu ensino médio, no ano seguinte fiz cursinho pré-vestibular e em 2015 eu passei na "tão sonhada faculdade de jornalismo". 
O primeiro semestre começou, o tempo foi passando e eu comecei a me sentir deslocada em relação ao ambiente, a todos aqueles estudantes que aparentavam ter tanta certeza de que era aquilo que eles queriam para as suas vidas, me sentindo  estranha à medida que eu ia assistindo as aulas, acompanhando o conteúdo (ou tentando), me deparando com os trabalhos que tínhamos que fazer, e que me deixavam apavorada diga-se de passagem já que eu nunca gostei de falar em público, que dirá ter entrevistas e reportagens como atividade curricular. Comecei a me questionar e a me perguntar o que eu estava fazendo ali. Mas ainda assim com todo o desconforto resolvi tentar fazer o segundo semestre com a esperança de que tudo podia melhorar, mas não melhorou, eu tinha chegado no meu limite, não queria fazer aquilo e acabei largando a faculdade no meio do semestre. 
No início eu fiquei meio sem chão, achei que tinha feito uma besteira gigante, e com o passar do tempo a sensação de inutilidade e frustração me corroíam todos os dias, já que eu estava tentando arrumar emprego sem sucesso e ver pessoas mais jovens do que eu e da minha idade trabalhando em seus projetos, estudando, trabalhando  ou alcançando seus objetivos, sempre me fazia sentir atrasada, um sentimento chamado "está ficando tarde demais". Eu comecei a ser imediatista, queria encontrar logo a resolução para o meu problema, embora minha mãe nunca tenha me pressionado em relação à vida universitária eu sentia que tinha que deixá-la orgulhosa de algum jeito e para que isso e o fato das pessoas me questionarem sobre faculdade finalmente cessasse e parasse de me incomodar, até tentei entrar em outra faculdade que  não tinha nada a ver comigo.
Mas é justamente o fato de o tempo passar que ele é mestre em dar respostas para tudo e eu comecei a entender o porquê de eu querer fazer uma faculdade logo: eu não queria mais me sentir retardatária,  eu não queria mais sofrer a consequência do não cumprimento de um ciclo  (ensino médio, cursinho, faculdade, formatura, ter uma carreira profissional brilhante ainda na faixa dos 20), ciclo esse que eu tinha idealizado na minha cabeça por tanto tempo.
A verdade mesmo é aquele ciclo não era o meu, que eu, você e todo mundo, tem seu próprio tempo para viver as coisas, tudo acontece por algum motivo, às vezes para que haja mudanças, às vezes para que não haja nenhuma, o que quero dizer é se você está começando a fazer faculdade aos 27, se formando aos 40, tendo seu primeiro emprego aos 22 ou aos 15 anos, ou se largou a faculdade para fazer a que deseja ou  até mesmo se dedicar a outra coisa, está tudo bem, você está na hora certa, no tempo certo, nem adiantado, nem atrasado, sempre estamos nos descobrindo, nós criamos, transformamos e vivemos o nosso próprio ciclo ou pelo menos poderia ser assim e essa é a graça de viver um. Agora em pleno 2018, posso dizer que se Deus quiser estou a caminho da minha faculdade de design gráfico, me descobri uma amante da área, à qual tenho uma grande afeição, nada comparado ao que eu sentia em relação a jornalismo. E pra concluir esse textão, desejo a você que o leu até aqui, que seja muito feliz vivendo o seu ciclo, as suas metamorfoses e as suas escolhas sejam elas quais forem. 

  • Compartilhe:

Você Pode Gostar Também

4 comentários

  1. Oiê, meu DEUS que história ein rsrs digamos que passei por isso na minha faculdade de administração e me sentia um desastre já que odiava números, calculo e tudo na área, mas depois me encontrei em cursinhos on line, onde pode aprender no meu horário e da minha maneira.
    Beijos! Que dê tudo certo pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico que tenha encontrado seu próprio caminho, que tudo dê certo para você também, beijos!

      Excluir
  2. Que história, linda que tudo possa dar certo a vida tem dessas sorte aí!

    Adorei o post
    Amei o blogue e te sigo
    Ganhou uma leitora fiel
    Por favor visite o nosso blogue e siga

    https://coisasdecrespasoficial.blogspot.com/2018/02/4-penteados-para-cabelos-cacheados.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada mesmo, vou dar uma olhada sim <3 Bjs!

      Excluir